PERSPECTIVAS PARA A ECONOMIA PETROPOLITANA: ENTREVISTA COM MARCELO SOARES

Após as tragédias socioambientais ocorridas em Petrópolis, uma das preocupações dos moradores é com a economia da cidade. A questão econômica é um dos temas do PEP 20 (Planejamento Estratégico para Petrópolis) elaborado pelo IPG com  a participação de representantes da sociedade civil. Por isso, o IPG conversou com o Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Soares, que explicou um pouco sobre as perspectivas para a economia petropolitana.

Marcelo é engenheiro e presidiu a companhia GE Celma de 2001 a 2010 e outras quatro empresas de atuação global, nos setores de aviação, energia e óleo e gás. Integra conselhos de entidades como a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) e de instituições como a UCP e o Museu Imperial.

IPG No PEP 20 (Planejamento Estratégico para Petrópolis), o Condomínio Industrial da Posse foi apontado como uma das soluções para o desenvolvimento econômico da cidade. Em fevereiro algumas empresas já começaram a se instalar no local. Mas, como tivemos essas tragédias socioambientais em fevereiro e março na cidade, poderia explicar se isto afetou o andamento do projeto, se ainda está continuando e como e quando este Condomínio será efetivamente implementado?

MS – O condomínio continua em implantação. São três empresas preparando a área para construir seus galpões. É uma usina de asfalto, uma fábrica de massas alimentícias e uma fábrica de rações. As chuvas não atrapalharam e espero que até o final do ano, as obras de implantação de cada uma dessas indústrias já tenham começado. Temos todas as dificuldades de um negócio novo, partindo do zero, mas os três empresários estão animadíssimos e a obra de preparação dos terrenos e projeto dos galpões continua e isso certamente levará alguma atividade econômica, alguma riqueza para a Posse.

IPG – Quais os benefícios deste Condomínio para Petrópolis? Poderá gerar quantas vagas e em quais áreas?

MS – O benefício é mais movimentação econômica para Petrópolis. As três empresas estão crescendo, especialmente para Posse vai ser uma bela notícia, porque esses três empreendimentos deverão gerar em torno de 150 empregos diretos. E outro benefício é que o Polo Industrial vai efetivamente começar e quando ele começa ele pode atrair o interesse de outros empresários desacreditados do projeto desde quando ele começou. E já estamos vendo isso. Conforme as notícias do Condomínio avançam, outros empresários se interessam em se instalar lá.

IPGPetrópolis possui muitas Universidades e uma das reclamações dos moradores é que há poucas vagas de empregos de Nível Superior e os que existem a remuneração é baixa, em comparação a outros Municípios. O que pode ser feito para atrair empresas que absorvam essa mão de obra qualificada?

 MS – Não tenho informações concretas a esse respeito, mas eu compartilho desse sentimento. Empregos de nível superior não são um problema só em Petrópolis. Isso é um fenômeno conhecido. Há muito mais empregos para os níveis técnicos do que para os níveis superiores. A não ser que sejam para profissionais liberais como médicos e advogados. Outras funções têm que procurar emprego em alguma empresa e realmente eu concordo que as oportunidades são menores. Então, a solução ou é abrir o seu próprio negócio ou ser um profissional liberal como um dentista, um médico. É um problema que não é muito simples de resolver. Por exemplo, faculdades de engenharia formam muita gente, então, eu mesmo tenho um sobrinho, formado em Petrópolis, que foi trabalhar em Goiânia. Há empregos, mas não o suficiente para absorver todo o mundo. O que estamos fazendo é atrair empregos de base tecnológica para transformar Petrópolis num grande polo tecnológico de referência nacional. Aí eu acredito que vamos conseguir mais mão de obra no campo da tecnologia.

IPG – Pensando no cenário atual da cidade, quais os setores em que há chance de gerar empregos mais rapidamente?

MS – O setor que mais vai empregar certamente é o setor ligado ao turismo. Aí vai gastronomia, hotelaria, eventos, qualquer coisa nessa linha já está gerando empregos imediatos. Já vemos isso nos números do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). É o setor que mais cresce no momento. O segundo setor que cresce bastante é o de construção civil. Ainda é relativamente pequeno, mais em termos de crescimento percentual, avançou bastante.

IPG – Petrópolis atualmente é lembrada por ser uma área de turismo e ecológica. Mas, também já teve muitas indústrias e com o passar dos anos muitas fecharam e outras se mudaram. Então, pensando no Desenvolvimento Sustentável e também no fato de boa parte de Petrópolis estar inserida em uma APA, quais os empreendimentos que seriam possíveis hoje nos bairros que não são estritamente residenciais?

MS – É verdade que Petrópolis perdeu algumas indústrias, mas ganhou muitas outras. É que a maioria das pessoas não se lembra. Então, nós perdemos sim basicamente muitos empregos na indústria têxtil, na indústria da moda. Por outro lado, ganhamos muitos que compensaram esta perda no setor de turismo, hotelaria, gastronomia, tecnologia. Eu tenho um estudo bastante amplo sobre este assunto. O que acho que vai gerar emprego, as indústrias que pretendemos atrair para Petrópolis, para gerar movimentação financeira, estão basicamente no setor de turismo, que é enorme, você pode inclusive pensar em cervejarias artesanais e também as grandes. Voltando ao ponto anterior. Petrópolis há alguns anos tinha a Bohemia, logo depois veio a Itaipava. Agora temos a Império e mais 25 cervejarias artesanais, que não têm só a questão da venda da cerveja. A maioria delas têm bares temáticos. Então, de novo, mais movimentação na economia através do turismo ou do comércio ligado ao turismo. Os empregos gerados têm basicamente um foco,  tecnologia e turismo no seu sentido mais amplo.

IPG – Para finalizar, no curto prazo, o que o petropolitano pode esperar de melhorias na economia local?

MS – A economia local já está se recuperando e basicamente no setor de turismo, gastronomia, hotelaria, eventos, cervejarias. Esse é o carro chefe do momento. A médio prazo seria o setor de tecnologia. Nós já estamos atraindo empregos de tecnologia e em breve vamos dar uma grande notícia de uma multinacional do setor de tecnologia que vai transferir sua matriz de São Paulo para Petrópolis. Os dados hoje comprovam que a economia já está se recuperando. Há muita desinformação e até atitude pessimista até de setores da nossa economia. Muitos fazem uma análise muito superficial sobre a economia de Petrópolis e geralmente mantém o foco nas indústrias que saíram de Petrópolis. Então, faria um apelo para um olhar mais abrangente, completo, sobre a economia da cidade, citando por exemplo essa questão dos empregos de base tecnológica, a questão da hotelaria, bares, restaurantes, eventos, cervejarias, um setor que cresce muito e emprega muita gente. Então, a economia de Petrópolis é uma economia saudável, evidentemente foi duramente atingida pelas chuvas. Vínhamos num crescimento interessante, mas felizmente já recuperamos e voltamos a crescer. Estou preparando um conjunto de dados concretos, informações objetivas para mostrar que a nossa economia demonstra saúde e sou muito otimista em relação ao nosso futuro, especialmente nessas duas áreas e  também em outras áreas que podem se beneficiar desse binômio turismo-tecnologia.

Gostaria de ressaltar também que a equipe da Prefeitura, liderada pela secretaria de turismo, trabalhando em parceria com a secretaria de cultura e a secretaria de desenvolvimento econômico, vem trazendo grandes eventos. Nosso calendário de eventos é muito robusto e beneficia a região de Itaipava e arredores e também o centro histórico. Então, têm os eventos de mountain bike e música no Parque Municipal. Nesse momento vamos reabrir o Palácio de Cristal, vem aí a Bauernfest, teve a reinauguração da Catedral, então, esse setor de eventos é muito potente. Isso tudo é um conjunto de atrações que traz muita movimentação econômica para Petrópolis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s